II Congresso Lusófono de Ciência das Religiões

História, Memórias, Narrativas – Ruturas, Violências, Fundamentalismos e Revoluções

LISBOA | 27 a 30 de Maio de 2017

O Legado de Ricoeur: Filosofia, Teologia e Religião

Coordenador:

René Dentz (FAJE)

Tema:

Abordar temas relacionados ao pensamento do filósofo Paul Ricoeur que estabeleçam diálogo com a religião. Ricoeur sempre procurou delimitar bem os temas filosóficos e teológicos e constantemente negar a nomeação de “filósofo cristão”, mantendo equidistante a sua confissão de fé e o procedimento filosófico. Parece, dessa forma, ser a filosofia a grande tarefa e instrumento do filósofo francês. Por outro lado, o mesmo abordou temáticas que são, por ele mesmo, chamadas de fronteiriças, tais como a Esperança e o Mal. Filosofia e Teologia são discursos irredutíveis um ao outro e, por isso mesmo, devem manter as suas diferenças epistemológicas claras. Além disso, menciona alguns problemas que se colocam no ponto de interseção entre o filosófico e o teológico, e que para o primeiro constituem ao mesmo tempo uma fonte e um tema. Entre eles, há dois aos quais deu uma atenção particular através de toda a sua obra: o desafio do mal e da esperança. É justamente devido à sua reflexão sobre a esperança que o filósofo francês propõe renovar o problema da relação entre filosofia e teologia, posto comumente em termos de razão e fé. Ricoeur é um dos filósofos do século XX mais pesquisados por teólogos e cientistas da religião, além de áreas afins, como História, Literatura e Psicanálise.

Trackback do seu site.

Organização


Entidades Associadas


Universidades Parceiras